Vale ativa protocolo de emergência Nível 1 do dique Borrachudo II na mina Cauê

A Vale informa que deu início, ontem, de forma preventiva, ao protocolo de emergência em Nível 1 do dique Borrachudo II, da Mina Cauê, em Itabira (MG), protocolo este que não requer a evacuação da população a jusante da barragem. O dique Borrachudo II teve sua Declaração de Condição de Estabilidade (DCE) emitida em 31 de março de 2020 e que permanece válida.

A decisão é uma medida preventiva acertada junto aos órgãos de fiscalização externos e tem como objetivo prover um melhor entendimento sobre as condições atuais de drenagem da barragem. O dique Borrachudo II é uma estrutura de pequeno porte construída em etapa única e projetada para conter os sedimentos da pilha de estéril Borrachudo Ipoema.

O acionamento do Nível 1 do dique Borrachudo II não impacta o plano de produção de 2020, conforme apresentado no Relatório Produção e Vendas no 1T20.

A Vale reforça que vem aperfeiçoando seu Sistema de Gestão de Rejeitos (TMS) e que como resultado deste processo, em janeiro deste ano foi implementada a função de Engenheiro de Registro (EoR), como etapa adicional de avaliação de suas estruturas no Brasil. O EoR é uma boa prática recomendada pela MAC (Mining Association of Canada) e pelo CDA (Canadian Dam Association), e visa a dar maior confiabilidade e qualidade ao processo de acompanhamento e revisão de segurança das barragens.