Audiência Pública lista reivindicações de servidores da Itaurb

A Audiência Pública promovida pela Comissão de Participação Legislativa na terça-feira (23) sob a presidência do vereador Weverton Andrade ‘Vetão’ (PSB) contou com a participação de dezenas de servidores da Itaurb – Empresa de Desenvolvimento de Itabira. Cerca de 100 vigias da empresa estão ameaçados de demissão sob a alegação de contenção de gastos pela empresa e realização de um novo contrato da Prefeitura, que visa substituí-los por vigilância eletrônica.

Participaram da audiência os vereadores André Viana (PODE), que representou também o sindicato Metabase, Reinaldo Lacerda (PHS), Agnaldo Vieira ‘Enfermeiro’ (PRTB) e Reginaldo Santos (PTB). O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Itabira, Auro Gonzaga, também participou do evento. O sindicalista foi quem apresentou as reivindicações dos funcionários. Nenhum representante da Prefeitura ou da Itaurb compareceu. Foi destaca ainda a presença do ex-diretor presidente da empresa, Carlos Carmelo ‘Cac’.

O representante do Sindicato dos Servidores Auro Gonzaga afirmou que uma comissão de funcionários apresentou sugestões para mudanças na estrutura da empresa. As sugestões apresentadas durante a audiência seriam a de convocação do Diretor-presidente da Itaurb Sebastião Onofre pela Câmara, a exoneração de cargos comissionados na própria Itaurb e também no SAAE, repasse de parte dos recursos da Câmara para a Prefeitura afim de quitar parte da dívida da empresa, realização de contratos de prestação de serviços pela empresa ao Município, estender o Programa de Demissão Voluntária a todos os funcionário da empresa, reenquadramento ou remanejamento das funções dos rondantes para evitar as demissões e a redução do número de vagas no concurso que será realizado pela Prefeitura colocando os rondantes nos cargos compatíveis.

As propostas, de acordo com o vereador Weverton Andrade, serão enviadas à Prefeitura e à Itaurb como forma de abertura de diálogo. Ele avaliou positivamente a audiência : “Apesar da falta de representantes da Prefeitura e da Itaurb, a audiência vai servir para a formulação de documento com as propostas levantadas que será encaminhado ao prefeito (Ronaldo Magalhães –PTB). Esses trabalhadores merecem pelo menos o diálogo, o que não foi possível por parte do Executivo, mas a Câmara cumpriu seu papel. Vamos continuar lutando para que as propostas sejam avaliadas pela Prefeitura. A Itaurb é uma jóia rara e a prefeitura deve rever essa posição de não tentar a recuperação dessa empresa que pode prestar muitos serviços à cidade”, finalizou Vetão.